Ainda sobre o resumo expandido

As alunas também escreveram sobre a Feira de Parangaba
Veja o resumo expandido do artigo orientado pela Profa. Célia Augusta e apresentado durante o Encontro Científico na UECE:
                       Feira da Parangaba ou Feira dos Pássaros:
Onde se encontra de tudo um pouco


Célia Augusta Lopes Ferreira (IESF/UNICE) lopes.celia@gmail.com ,Acad.Ileana Mitzi Pontes Ribeiro (IESF/UNICE) ileanamitzi@gmail.com

O presente artigo nasceu de um encontro entre alunos e professora do curso de Turismo da Faculdade UNICE – Ensino Superior. O mesmo tem como objeto de estudo a dinâmica da Feira da Parangaba ou Feira dos Pássaros, localizada no bairro da Parangaba, zona oeste da cidade de Fortaleza, no estado do Ceará. O objetivo desse artigo foi pontuar os elementos positivos e negativos do funcionamento da mesma situada à margem da Lagoa da Parangaba. Na feira são  comercializados vários tipos de produtos, desde frutas a produtos eletrônicos, sendo tradicionalmente realizada aos domingos. Foi observado através de algumas visitas à feira, como os feirantes se comportam quanto à higienização dos produtos perecíveis, a organização e distribuição das barracas, verificando a importância da feira para os comerciantes que negociam naquela localidade, apontado os problemas e as possíveis soluções para a melhoria. Apresentando um breve histórico do surgimento das feiras livres e sua evolução até os dias atuais. Revelando um mundo de cores, sons, aromas e sabores que se entrelaçam, descrevendo com linguagem verbal (escrita) e a linguagem não verbal (fotográfica) a rotina da feira. Conversou-se informalmente com os feirantes conhecendo a história dos mesmos. Saborear a grande variedade de frutas e guloseimas que encontra-se com um cardápio variado de comidas típicas do Ceará, é um atrativo a mais para o citadino. Essa pesquisa possui uma metodologia qualitativa onde os feirantes entrevistados contam suas experiências e sua luta diante de um trabalho que semanalmente realizam no bairro da Parangaba em Fortaleza-CE.

Palavras-chaves: Feiras livres, organização, feirantes, comidas típicas





Referências
ADERALDO, Mozart Soriano. História abreviada de Fortaleza e crônicas
sobre a cidade amada. Fortaleza, CE: Edições UFC, 1974.
PAZERA Jr., Eduardo.A Feira de Itabaiana-PB: Permanência e Mudança.
São Paulo: Universidade de São Paulo, 2003. (Tese) Doutorado em
Geografia Humana.
PONTE, Sebastião Rogério. Fortaleza Belle Époque – Reforma urbana e
controle social 1860 – 1930. Fortaleza, CE: Edições Demócrito Rocha,
2001.
GIRÃO, Raimundo. Pequena história do Ceará.  Fortaleza,CE Edições Universidade Federal do Ceará, 1984.
MENEZES, Vicente de Paulo Lima, As feiras-livres em Fortaleza – Retrato da Polissemia Urbana Disponivel em http://www.uece.br/mag/dmdocuments/vicente_menezes_dissertacao.pdf Acesso em : 05 de setembro de 2014.
MORAIS, I. R. D.; ARAÚJO, M. A. A. de. Territorialidades e Sociabilidades na Feira-Livre da Cidade de Caicó (RN). In: Caminhos de Geografia 23 (17) 244 - 249, fev/2006. Disponível em http://www.seer.ufu.br/index.php/caminhosdegeografia/article/view/15406/8704 Acesso em 10 de setembro de 2014
 Mota, Acy Holanda.
 Significado do trabalho entre prazer e sofrimento: um estudo com os feirantes
 da José Avelino, na cidade de Fortaleza, Ceará = Meaning or work between
 pleasure and suffering : a study with fair workers at José Avelino street fair in
 Fortaleza/CE / Acy Holanda Mota. - 2013.
 Disponivel em: http://uol12.unifor.br/oul/conteudosite/F106634193/Dissertacao.pdf
Acessado em 08 de setembro de 2014



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

Alunas do Turismo da Unice, participam de Encontro na UECE

As alunas do Curso de Turismo da Unice, participaram de Encontro Científico na UECE, expondo painéis com Resumo Expandido de artigo científico sob a orientação da Profa. Célia Augusta
Veja os resumos:
Um lugar de cores, cheiros, sabores e saberes: Uma análise sobre o                       Mercado São Sebastião em Fortaleza-CE

 Célia Augusta Lopes Ferreira(IESF/UNICE),lopes.celia@gmail.com,Acad.Janile da    Silva    
 Souza(IESF/UNICE) ,Acad.Vanessa Teixeira Dantas(IESF/UNICE)

A ideia desse trabalho surgiu com a criação do Laboratório de Estudos Turísticos- LET com as acadêmicas do Curso de Turismo no Instituto de Educação Superior de Fortaleza- IESF/UNICE. Defende-se neste estudo que o Mercado São Sebastião, localizado em Fortaleza, capital do estado do Ceará, é um atrativo a mais para aqueles que apreciam além do rico e variado artesanato, praias e a colorida e saborosa gastronomia cearense, um lugar onde o alimento se confunde com as relações sociais no ir e vir de seus frequentadores. É sabido que os produtos in natura, as frutas coloridas e perfumadas, as carnes e peixes expostos em um mercado provocam o estímulo dos sentidos. Além disso, ao se caminhar entre bancas e estabelecimentos de refeições no mercado, tem-se um processo de apropriação, onde você se envolve com as cores, os cheiros e ao mesmo tempo você escuta as pessoas e atua como parte daquele lugar. A escolha do São Sebastião como objeto de estudo veio do seu papel no comércio da Cidade e tem como principal elemento, a comercialização dos alimentos. O objetivo deste trabalho é compreender as variadas formas de preparo das refeições que são servidas nos estabelecimentos de refeições. Para tanto foi utilizada uma pesquisa qualitativa através de entrevistas com aqueles que produzem as refeições e quantitativa com questionário aplicado aos que as consomem no dia-a-dia do mercado. Também foi analisado o entorno do São Sebastião, o bairro do Centro, espaço que se entrelaça com a arquitetura do mercado estudado. Quanto à percepção visual observou-se a sua importância para a análise de um conjunto espacial tendo em vista que a percepção da imagem supõe de um lado a observação e do outro, a sensibilidade do momento. Há algumas linguagens percebidas nesse ambiente de pesquisa, mas o olhar diante das cores, formas e modelos, ou seja, o visual é de impacto mais representativo na apreensão do texto como todo; para tal foi feito o registro fotográfico. O trabalho de pesquisa traz a oportunidade de se conhecer um novo espaço gastronômico e aponta novos estudos a serem explorados no universo do turismo gastronômico em Fortaleza-CE.
Palavras-chaves: Mercados públicos, gastronomia, atrativo turístico                                        

REFERÊNCIAS

BEZERRA,Luciana P, SILVA, Gleucia C.; PINHEIRO, Andréa N. Alimentos Seguros: Higiene e controles em cozinhas e ambientes de manipulação. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2010.
BEZERRA, Luciane P., SILVA, Gleucia C., PINHEIRO, Andréa N. Manipulação segura de alimentos. Rio de Janeiro: Senac Nacional, 2009.
CASCUDO,Luiz da C. História da Alimentação no Brasil.4.edição-São Paulo: Global,2011.
LODY, Raul. Brasil bom de boca: temas da antropologia da alimentação. Editora Senac São Paulo, 2008.
LODY, Raul. Farinha de mandioca: o sabor brasileiro e as receitas da Bahia. Editora Senac São Paulo, 2013.
RENNÓ, Raquel. Do mármore ao vidro: mercados públicos e supermercados, curva e reta sobre a cidade. São Paulo: Annablume, 2006.


  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS